Perguntas Frequentes

Não. As atividades devem ter sido realizadas durante o seu curso, como parte da sua formação universitária.

Uma declaração de vínculo empregatício não conta como atividade complementar. Mas, se você realizar ou ministrar cursos / treinamentos / desenvolvimento de um produto específico ou outras atividades do tipo, uma declaração específica sobre tais atividades pode ser válida. Isso precisará ser analisado caso a caso.

De forma alguma. Você deve procurar realizar atividades complementares ao longo do seu curso. Procure a coordenação a qualquer momento para orientações. É também interessante que você tenha um professor orientador/ responsável para cada atividade que fizer, mesmo que seja fora da UFRPE.

Idealmente, você deveria realizar as atividades complementares sob a orientação de algum professor do curso, por se tratar de sua formação universitária. No formulário final a ser encaminhado pela coordenação ao DRCA, é preciso constar um professor (da UFRPE) responsável por cada atividade.

Sim. Os documentos comprobatórios devem ser cópias autenticadas em cartório, ou conferidas com os originais pela coordenação do curso. É importante que os documentos explicitem a carga horária.

  1. É interessante, antes de tudo, você procurar a coordenação e apresentar as atividades que você realizou, para verificar a distribuição da carga horária de 200h entre as categorias de ensino, pesquisa e/ou extensão.
  2. Preencher o requerimento de anotação de atividade complementar (disponível na seção de Documentos)
  3. Providenciar toda documentação comprobatória (cópias autenticadas ou conferidas com original).
  4. Organizar a documentação em ordem cronológica. Isso é importante porque cada documento terá um número...
  1. O processo é encaminhado à coordenação, que vai preencher um formulário com as atividades apresentadas pelo aluno em ensino, pesquisa e extensão, e atribuir a carga horária equivalente.
  2. O colegiado do curso homologa as atividades.
  3. A coordenação encaminha o processo ao DRCA.
  4. O DRCA faz uma conferência e lança as atividades no SIGA.

Se for identificada alguma irregularidade, você será contatado pela coordenação ao longo deste processo.

Você pode, mas aconselhamos a só fazê-lo no seu último semestre, de preferência com uma boa antecedência em relação à data-limite do calendário acadêmico. O motivo para só abrir o processo no seu último semestre é que o órgão responsável por lançar as atividades no SIGA (o DRCA), fica sobrecarregado e dá prioridade às atividades dos concluintes.

O calendário acadêmico está disponível no site institucional da UFRPE neste link.

Páginas